Skip to main content

Hoje trouxemos alguns cristais naturais e sintéticos para você saber identificá-los quando for adquirir os seus. É importante saber diferenciá-los, pois cristais falsos ou tingidos não possuem nenhuma função terapêutica. Possuem apenas um intuito: decoração! Veja abaixo como diferenciar cristais falsos e cristais verdadeiros.

Como diferenciar cristais falsos e cristais verdadeiros?

A forma mais fácil de diferenciação é ter à mão um cristal verdadeiro e colocá-lo no centro de sua testa para sentir a temperatura dele. Repita o mesmo procedimento com o cristal a se testar. Se este for mais “quente”, será uma pedra falsa.

Quer saber mais sobre cristais? Veja o nosso guia completo com Tudo o que você precisa saber sobre Cristais

Outra forma de identificação é pelo peso e temperatura do cristal. Quando a pedra é verdadeira costuma ser mais pesada e mais gelada. Um cristal falso estará perto da temperatura corporal humana e um verdadeiro estará mais frio.

Os cristais podem parecer peças super lindas e místicas, mas toda vez que um cristal perfeito é alterado por uma pessoa suas propriedades naturais também se perdem.

Cristais Falsos x Cristais verdadeiros

Pedra do Sol

A pedra verdadeira é laranja, quase salmão e muitas vezes apresenta manchas esbranquiçadas.

Pedra da Lua

A pedra da lua natural é indiana. Todavia, no Brasil existe a pedra da Lua com uma outra coloração, conhecida como Pedra da Lua Marron.  A verdadeira pedra é branca com brilho azul. As verdadeiras, ainda, possuem um brilho, mas esse é bem sutil.

Pedra da Lua Marron

Malaquita

A Malaquita sintética terá detalhes muito parecidos com rabiscos de pincel. Ela pode ter curvas, mas serão bem visivelmente tingidas. Já a natural possui detalhes circulares assim como na foto. É quase impossível de serem feitos por equipamentos de pintura.

Turquesa

A grande maioria é uma Howlita tingida vendida com o turquesa. Fique atenta a imagem para saber diferenciar, quando adquirir a sua.

Turquesa falsa

Cristal Aura

Os quartzos titanium ou arco íris são cristais de quartzo legítimos, porém, manipulados em laboratório com tratamentos de titanium e outros metais.

Pedra Estrela 

Não existe uma pedra natural, somente sintética. Eu ganhei uma pulseira dela, acho lindinha, porém não tem nenhuma propriedade energética. Quanto à pedra das estrelas, esta é simplesmente uma invenção, sendo, na verdade, uma “pedra do sol” de cor azul.

Citrino

Vende-se muito como citrino, mas na verdade é uma ametista queimada, colocada em alta temperatura ficando, portanto, com a coloração amarela. Não existe drusas de citrino, isso já ajuda a você ficar de olho em possíveis pedras falsas.  O verdadeiro citrino é mais raro e também com um custo mais elevado.

Gostaram?! Deixem aqui nos comentários qual a sua maior dúvida na hora de diferenciar e até o próximo post.

5/5 - (1 vote)
Dáyla Fontenele

Engenheira de alimentos por formação, descobriu em 2020 a paixão pelos cristais e tudo o que vem da natureza. Fã de carteirinha das terapias holísticas, meditação, aromaterapia, não perde uma oportunidade de fazer um banho de ervas e escaldas pés. Aqui no blog da Luannita publica semanalmente conteúdos sobre cristais naturais e sobre o processo de investigação da sua essência pessoal, mergulhando em autoconhecimento e autoaceitação.

Leave a Reply